O violoncelista alemão interpretou as oito variações em compasso orgânico com a orquestra, com a qual ele esgotou de forma policromática uma escala ampla, agógica e dinâmica, levando à unidade perfeita dessa obra virtuosa. O músico fascinou o público com uma interpretação diferenciada. Através de uma transparência introvertida, desencadeamentos expressivos, de Forti vigorosos até Pianissimi leves, Vollhardt demonstrou com emoção o conteúdo e a riqueza das variações, desde a singularidade da Lírica até o Alegro vibrante.

(Variações rococó de Tchaikowsky)
Basler Zeitung

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu
X